Filmes

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

domingo, 2 de janeiro de 2011

A casa que pingava sangue

Título original: The House That Dripped Blood
Ano de lançamento: 1971
País: UK
Direção: Peter Duffell
IMDb

Elenco:
John Bennett - Inspetor Holloway
John Malcolm - Sargento Martin
John Bryans - Corretor Stoker

"Method for murder"
Denholm Elliott - Charles
Joanna Dunham - Alice
Tom Adams - Dominick
Robert Lang - Psiquiatra

"Waxworks"
Peter Cushing - Philip
Joss Ackland - Rogers Neville
Wolfe Morris - Dono da Casa de Cera

"Sweets to the sweet"
Christopher Lee - Reid
Chloe Franks - Jane
Nyree Dawn Porter - Ann

"The cloak"
Paul - Jon Pertwee
Carla - Ingrid Pitt
Von Hartmann - Geoffrey Bayldon

Sinopse & notes:
O enorme drama do título - “A casa que pingava sangue” – foi o motivo do download. Trata-se de um filme segmentado em quatro histórias. Quatro tragédias que ocorreram na mesma casa de ordens diversas do gênero: vampiros, voodoo, serial killers.

O filme começa quando o inspetor da Scotland Yard, Holloway, chega a uma pequena cidade para investigar o desaparecimento de um famoso ator. É então que o sargento Martin o alerta para o fato de que talvez o desaparecimento tenha a ver com a casa que o ator estava alugando, já palco de três tragédias anteriores. Assim, os 4 segmentos são exibidos a medida em que o sargento ou o corretor da propriedade contam as tragédias da casa para o inspetor da Scotland Yard.

Em “Method for murder”, Charles e Alice são um casal que se mudam para a casa. Charles é escritor de literatura de horror e precisa terminar seu último livro em vista do prazo da editora. A rotina de Charles começa a virar um inferno quando ele passa a ter visões do personagem de seu livro, o estrangulador Dominick. [Spoiler]Eu confesso que quando vi que era tudo combinado entre a esposa e um amante somente para levar o marido a loucura e incriminá-lo de assassinato, fiquei bastante desapontada, esperava uma solução mais sobrenatural. Mas é interessante a reviravolta, quando o amante se encerra de vez no papel do assassino e assume essa personalidade como sua permanente, o que não exclui a possibilidade da casa ter alguma influência nisso.[/spoiler]

Em "Waxworks", Philip é um solitário aposentado que se muda para a casa. Um dia, em visita ao centro, Philip conhece um museu de cera e fica impressionado com o realismo da representação de Salomé, obviamente segurando a cabeça de João Batista numa bandeja. O dono do museu diz que a fez com base na sua esposa, que havia sido assassinada. Perturbado com a imagem e com o dono do museu que – for god sake – assustaria qualquer pessoa com seu papo bizarro, Philip decide nunca mais botar os pés no museu. Até que recebe a visita de um antigo amigo, Roger Neville que, em passeio pelo centro, fica curioso com o museu e insiste que os dois devem entrar, a despeito do receio demonstrado por Philip. Philip confirma qualquer suspeita negativa com relação ao local quando percebe que Neville também fica perturbado com a representação de Salomé e já não consegue deixar a cidade, dada a fixação pela boneca de cera. O final desse é ótimo. E bem, aparentemente não tem nada a ver com a casa. Mas aos poucos você vai percebendo que a influência que a casa exerce sobre as tragédias é mais indireta, e que o foco está na verdade na personalidade de seus inquilinos e como esta é afetada pela casa. [Spoiler]Eu achei surpreendente ver a cabeça de Neville na bandeja de Salomé. E a fixação doentia do ex-marido, cujo ciúme da esposa mesmo morta e transformada em boneca de cera o leva a matar qualquer homem que se sinta atraído por ela e ir assim substituindo a cabeça da bandeja.[/spoiler]

Em "Sweets to the sweet", Reid é um viúvo que se muda com sua filha Jane. Evitando que a garota tenha qualquer contato com o mundo exterior, Reid contrata a professora Ann para cuidar da educação de Jane. A menina parece ter uma série de problemas, que a princípio Ann atribui à solidão e ao inexplicavelmente incomum tratamento rígido que seu pai lhe dá, não permitindo que a garota tenha sequer brinquedos. Aos poucos, Ann percebe que na verdade o pai teme a filha. Também gostei o resultado desse. [Spoiler]É claro que por ser um segmento curto, a história perde muito em possibilidades de desenvolvimento, então de repente a menina já sabe fazer voodoo e já mata o pai, achei tudo rápido demais.[/spoiler]

O filme fecha com "The cloak", onde um famoso ator de filmes de horror (e motivo da visita do inspetor da Scotland Yard) está estrelando em novo filme sobre vampiro. Muito exigente com a produção, o ator vai em busca de um figurino mais realista pro seu personagem. Assim, encontra na cidade uma loja de fantasias, e lá o dono lhe vende por uma mixaria a capa perfeita para seu papel de vampiro. Aos poucos, o ator vai descobrindo porque a capa custou tão pouco e porque seu dono parecia ansioso em vendê-la. [Spoiler]Ok, vampiro por maldição de capa é nova pra mim, não engoli muuuito bem, não, foi o segmento que achei menos empolgante.[/spoiler]

Eu não tinha entendido porque o IMDb coloca o presente filme como sequência de 3 outros filmes aparentemente nada a ver com esse aqui e como se tivesse mais 5 sequências também nada a ver. Depois percebi que são todos da mesma produtora (Amicus) e que a maioria segue o mesmo estilo de segmentação de histórias.