Filmes

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

domingo, 10 de junho de 2007

Stacy

Título original: Stacy
Ano de lançamento: 2001
País: Japão
Direção: Naoyuki Tomomatsu
IMDb

Elenco:
Norman England - Jeff
Tomoka Hayashi - Nozomi
Yukijiro Hotaru
Natsuki Kato - Eiko
Shirô Misawa


Sinopse:
Esse vai pra lista de filmes de zumbis mais estranhos da história do Horror. Eu lembro que quando assisti o recente Candidato maldito achei absurdamente cômico um filme de zumbi onde apenas uma parcela da população era afetada, no caso soldados americanos que morreram na Guerra do Iraque.

Não sabia eu que 4 anos antes os orientais já haviam trabalhado com idéia semelhante. Em Stacy, apenas colegiais entre os 15 e os 17 anos se transformam em zumbis.

Mas isso não é o mais estranho. Pra começar a palavra “zumbi” não é utilizada em nenhum momento. Aqui “Stacy” é sinônimo de “zumbi”.

Também não há um motivo claro para o surgimento das Stacys. Ao atingir a idade, tais garotas apenas morrem e retornam como mortas-vivas. O que indica que uma colegial está para se transformar é um típico estado psicológico de felicidade extrema que acomete todas elas pouco antes de sua morte. Fase esta devidamente catalogada pelo governo e intitulada “Síndrome da Felicidade Pré-Morte”. Falta-me emoticons...!

Mas as Stacys, assim como os zumbis normais, também se alimentam de humanos. E para evitar a ameaça dessa subcultura canibal que se formou no seio da sociedade japonesa, o Estado criou um grupo de extermínio para (isso mesmo!) re-matar as colegiais. O nome da tropa não poderia ser mais sugestivo. Trata-se do “Romero Repeat Kill Squad”, numa clara alusão ao criador da tetralogia iniciada com A noite dos mortos vivos em 1968.

Há também campanhas governamentais que estimulam os pais a matarem suas filhas. Mas o mais incrível de tudo é uma propaganda televisiva de uma moto-serra portátil, estilizada e em várias cores especialmente fabricada para re-matar Stacys e vendida como se fosse um brinquedo super divertido por uma garota vestida de... coelhinho.

A propaganda me lembrou bastante uma cena de Battle Royale, quando é apresentado aos jovens um vídeo onde uma garota explica de forma absurdamente positiva como eles devem assassinar seus amigos.

E o nome da serra – Blues Campbell Right Hand 2 – também remete a trilogia Evil dead e seu protagonista Bruce Campbell, imortalizado no papel de Ash.

O governo também recomenda que após matar uma Stacy pela segunda vez seu corpo seja dividido em 165 pedaços para evitar seu retorno.

Eu não entendo essa capacidade que os japoneses têm de enfiar um drama água com açúcar no meio de tanta bizarrice. Mas ele está lá para todos que tiverem competência e criatividade para compreender. E tudo isso, claro, banhado a muito, mas muito sangue mesmo.

Guardo desde já o nome Naoyuki Tomomatsu. O diretor, que até agora realizou apenas 5 filmes, sendo Stacy sua segunda produção, promete diversão dentro do gênero. Numa pesquisa básica terminei conhecendo seu primeiro trabalho – Kogyaru-gui: Oosaka terekura hen (Aka “Eat the Schoolgirl”) de 1997 – que parece seguir a linha mais extremo. Além de seu mais recente filme, também de zumbis, Zombie jieitai (2006), que não acredito que seja distribuído no Brasil algum dia. Bom, entram pro listão de torrents...

Conceito: b