Filmes

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

sexta-feira, 27 de abril de 2007

Na companhia do medo

Título original: Gothika
Ano de lançamento: 2003
País: EUA
Direção: Mathieu Kassovitz
IMDb
Site oficial

Elenco:
Halle Berry - Miranda Grey
Robert Downey Jr. - Pete Graham
Charles S. Dutton - Dr. Douglas Grey
John Carroll Lynch - Xerife Ryan
Penélope Cruz - Chloe Sava
Bernard Hill - Phil Parsons
Kathleen Mackey - Rachel Parsons


Sinopse: 
Na companhia do medo mostra que ainda há salvação para a Dark Castle.

Dessa vez a direção foi do Mathieu Kassovitz. Só por curiosidade, pra quem não lembra, Mathieu Kassovitz é o carinha que coleciona fotos 3/4 dos outros em O fabuloso destino de Amélie Poulain.

O elenco, como sempre, não é ruim. Só pra citar os mais conhecidos, temos uma Halle Berry em seu primeiro trabalho depois do Oscar, Robert Downey Jr. e Penélope Cruz.

Na história, Halle Berry interpreta a doutora Miranda Grey, uma psicóloga criminalista que trabalha numa instituição psiquiátrica para mulheres que cometeram delitos.

Num rotineiro dia de trabalho conhecemos os personagens que fazem parte da trama. Funcionários da clínica; a atual paciente de Miranda, Chloe (Penélope Cruz), que acredita estar sendo violada pelo demônio; o doutor Pete Graham (Robert Downey Jr.), colega de trabalho de Miranda; e finalmente seu marido Douglas, que dirige o hospital.

É quando Miranda se prepara pra voltar pra casa que coisas estranhas começam a acontecer. Na estrada ela avista uma garota que aparece repentinamente em frente ao seu carro, e na tentativa de desviar termina se acidentando.

Dias depois Miranda acorda na clínica em que trabalha. Mas não como psicóloga e sim como paciente. Sem saber como foi parar naquela situação, a médica logo é esclarecida de que ficou inconsciente durante alguns dias na instituição e que sua presença ali se deve ao fato de ter assassinado brutalmente seu marido a machadadas.

Mas a única coisa que a psicóloga se recorda daquela noite é o acidente de carro e a garota na estrada. Como se não bastasse, Miranda passa a ver a mesma garota na clínica com uma certa freqüência. A menina parece querer lhe dizer alguma coisa, mas é claro que ninguém acredita nessa versão absurda dos fatos.

É interessante essa inversão de papéis, quando Miranda passa a ser tratada como uma lunática por seus antigos colegas de trabalho. E ver as coisas sob essa nova ótica de certa forma a ajuda a compreender a resistência que alguns de seus pacientes tinham em confiar nela.

Na companhia do medo não trás nada de novo ao gênero, mas funciona. É um bom filme de terror com um roteiro plausível, boas atuações e, ao contrário das outras produções da Dark Castle, efeitos na medida certa.

Conceito: c