Filmes

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

quarta-feira, 28 de março de 2007

O massacre da serra elétrica

Título original: The Texas chainsaw massacre
Ano de lançamento: 2003
País: USA
Direção: Marcus Nispel
IMDb

Elenco:
Jessica Biel - Erin
Jonathan Tucker - Morgan
Erica Leerhsen - Pepper
Mike Vogel - Andy
Eric Balfour - Kemper
Lauren German - Caroneira
Andrew Bryniarski - Thomas Hewitt/Leatherface
R. Lee Ermey - Xerife Hoyt
David Dorfman - Jedidiah
Terrence Evans - Old Monty
Marietta Marich - Luda May
Heather Kafka - Henrietta
Kathy Lamkin - Mulher do trailer


Sinopse:
A primeira coisa que eu lembro a respeito desse filme foi o fato dele ter levado dois anos pra estrear no Brasil e ter passado pouquíssimo tempo em cartaz, fazendo com que eu tivesse que correr pra conferir, às vésperas de sair do único cinema recifense que ainda exibia o filme.

O então surto de refilmagens americanas deve ter deixado todo mundo apavorado quando da notícia de um remake de um filme como O massacre da serra elétrica. O resultado final, no entanto, consegue ser bastante satisfatório, e o filme, ainda mais pesado que o original de 1974.

O enredo é o mesmo que o anterior, salvo pequenas mudanças. A história ainda gira em torno de um grupo de cinco jovens – dessa vez dois casais e um cara que substitui o irmão paralítico de Sally no primeiro filme – que atravessa o deserto do Texas – aqui com o objetivo de ir a um show de Lynyrd Skynrd.

No caminho dão carona a uma estranha garota em estado de choque. No filme anterior o caroneiro era um dos irmãos de Leatherface, que assustava o pequeno grupo apunhalando um deles. Aqui a garota também assusta os cinco jovens, mas a meu ver, de uma forma bem mais marcante.

Ao notar a direção tomada pela van, a garota diz que esse é o caminho errado e em dado momento de desespero puxa uma arma e atira na boca, deixando todo mundo instantaneamente de cara.

Sem saber o que fazer com um cadáver no banco de trás do automóvel, os cinco partem em busca do xerife da cidade para relatar o ocorrido e saber a melhor forma de proceder naquele caso.

Desnecessário dizer que mais cedo ou mais tarde eles vão dar de cara com Leatherface e sua moto-serra e viver o inferno na Terra até sobrar uma mocinha.

No anterior a família era composta por Leatherface, dois irmãos e um avô caquético. Aqui eles ignoram todos esses personagens e criam uma nova família, agora muito mais socializada (!!!) contando com a conivência e ajuda de outros moradores das proximidades.

Apesar das mudanças, as cenas mais marcantes do original estão aqui, com exceção do jantar macabro. Temos, por exemplo, a marretada que leva a primeira vítima e o indivíduo pendurado num gancho de açougue.

O filme pode não conseguir atingir o grau de tensão e seriedade a que somos expostos no clássico de 1974, mas ainda assim constitui um plausível representante do gênero.

Essa refilmagem rendeu uma seqüência do ano passado que chegou agora às locadoras brasileiras. Trata-se de O massacre da serra elétrica – O início, contando as origens da família bizarra e lembrando menos ainda o original de 74.

Conceito: c